miércoles, 3 de junio de 2009

DESENHOS ANIMADOS

“Fábricas de imaginário” é um terminologia utilizada por escritores como Kincheloe e Giroux para designar as grandes produtoras de filmes, como a Walt Disney Corporation, a Time Warner Entertainment Inc, entre outros. Tais figuras criadas por estas empresas povoam o imaginário infantil e até dos adultos, e cujo sub-produto é uma gama infinita de mercadorias com marcas registradas, criando um dos maiores negócios comerciais do mundo moderno. Gomes diz o seguinte sobre esta forma de comércio:

“O papel das figuras produzidas por corporações como
a Disney, a Warner e a Mattel, por exemplo, não diz
respeito somente a figuras atraentes e coloridas para
serem consumidas, mas também a posições e lugares
sociais representados por esses personagens.
No entanto, é através do consumo massivo e de uma
insistente aparição dessas figuras nos lugares mais
diversos que personagens como Mickey, Pernalonga
e Gasparzinho (para citar apenas alguns), independente
de nossas escolhas, passam a fazer parte de
nossas vidas. A observação de que a maior parte dos
produtos destinados às crianças estampa personagens
da indústria do entretenimento, sejam produtos
de higiene, como pastas-de-dente ou xampus, sejam
peças do vestuário, seja o material escolar, sejam
embalagens de alimentos (ou mesmo um desenho de
personagem da Disney impresso em um biscoito), faz
com que tenhamos de discutir o papel destas figuras
na construção de uma infância voltada para o consumo
de imagens.
(GOMES, Paola Basso Menna Barreto. Mídia, Imaginário de Consumo e
Educação. Educação & Sociedade, ano XXII, nº 74, abril/2001. Disponível
em : http://www.scielo.br/pdf/es/v22n74/a11v2274.pdf, acesso em: 21
fev. 2006.)



o MUNDO DA MAGIA E DA IMAGINAÇÃO, ONDE AS MENINAS SÃO PRINCESAS.

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada